De repente, trinta e alguns

Quando estamos na fase da adolescência, queremos nos tornar adulto sonhando com a vida de independência. Que sonho triste!

Se soubéssemos como a vida depois de nos tornamos adultos…

Filme que ilustra bem como é fácil não perceber o tempo passando

Hoje, reflito muito mais sobre a minha vida do que antes. A gente chega numa idade, que não dá mais para errar. Não dá mais para correr para o colo do pai ou da mãe pedindo ajuda. É duro.

Por isso, costumo sempre dar sugestões para os meus sobrinhos. Tento mostrar um pouco do que pensava e do que penso hoje. Para que eles evitem cometer erros tão grandes como eu cometi.
Não é para que eles deixem de errar, mas para que eles não estraguem o futuro deles. Errar faz bem para o aprendizado, mas tem erros que atrapalham o resto da vida toda. E esses, espero que eles não cometam.

Esse post é mais para apresentar uma pequena reflexão que ando tendo nos últimos anos. Se você ainda não chegou aos 30, reflita agora na sua vida e veja se está gostando do rumo que ele tá tomando. Saiba que o tempo passa e tem coisas que, por mais que você queira, não vai mudar. Por tanto, reflita antes de tomar decisões ou fazer escolhas que possam mudar a sua vida por completo.

A gente erra e aprende com esses erros. Mas é sempre bom refletir para tomar decisões melhores.

Apesar disso tudo, a vida não acaba agora. Temos mais uns 50 anos pela frente. Por tanto, refletir muito antes de qualquer passo é a melhor coisa a se fazer para a consequência das escolhas erradas se perdurem até o final da vida.